Encontro Ecumênico Ambiental “Pela Preservação da Natureza de Águas de Lindóia”

PROGRAMAÇÃO
A cidade, a escola e o meio ambiente
Marcelo Bonfim
Urbanismo e desenvolvimento :Um desafio Ambiental
Ana Maria Rossi
Estância Hidromineral: regras, plano diretor, balneário e
preservação ambiental.
Fábio Lazzerini
(gentilmente patrocinado pela bioleve )
Projeto : Recuperação de uma área degradada
Matheus Nagali
Apoio: Grupo Ecológico Vida, Grupo Clorofila e Vozes Pela Água

Encontro Ecumênico Ambiental

“Pela Preservação da Natureza de Águas de Lindóia”

O mundo passou por profundas transformações no último século. Principalmente, nas últimas décadas enormes avanços foram alcançados em todas as áreas do conhecimento humano propiciando o desenvolvimento das sociedades e a melhoria do bem-estar de milhões de pessoas. Entretanto, simultaneamente, destruímos o meio ambiente sistematicamente.

Lagos e rios poluídos, solo seco, animais e plantas extintos, ar denso   carregado de venenos, a fauna e a flora a pedir socorro, o próprio homem correndo perigo.

Estamos chegando a Marte, mas ainda não sabemos despoluir as águas do subsolo, muitas doenças foram erradicadas e salvamos vidas, mas outras tantas foram perdidas por falta de alimentos em terras áridas pelo desmatamento das florestas e pelo solo exaurido, muitas guerras foram evitadas, mas sistematicamente destruímos o nosso bem mais precioso:  o planeta em que vivemos, a Terra.

Em certa data do século XIX um cacique Seattle escreveu carta ao então presidente do Estados Unidos, Franklin Pierce. Neste documento pode-se ler a memorável, contundente e verdadeira frase:

Tudo o que for feito à Terra recairá sobre os filhos da Terra”

Precisamos urgentemente ter este conceito em mente e em nossos corações, mais que isto, precisamos ter ação.

Estamos vivendo um retorno de doenças erradicadas há anos.

A febre amarela mostra sua força com macacos silvestres e gente morrendo. Este mal bate à porta de nossa cidade e ao que tudo indica provém das consequências do desastre ambiental de Mariana.

Em um passado recente tivemos a maior seca da história de nossa cidade, meses sem chuva quase nos provocou o caos e quando vieram vimos deslizamentos de terra e casas interditadas com risco de desmoronamento. Estas histórias não fazem parte de tragédias distantes que apenas vemos na tela da tv, mas de nosso cotidiano, de nosso dia, de nossas vidas. Estamos diretamente vendo se multiplicarem os riscos e as consequências de não preservarmos nosso meio ambiente e antes, ao contrário, destruí-lo

Não podemos plantar árvores no Saara, mas podemos salvar as que  temos em nossa cidade. Não podemos evitar desastres nucleares como de Fukushima, mas podemos evitar que nossas nascentes sejam poluídas ou extintas. Não podemos lutar contra o abate de animais no Serengeti na África, mas podemos salvar os que estão em nosso quintal.

Para mudarmos o mundo precisamos antes mudar o que está ao nosso redor, precisamos mudar nossas casas, precisamos mudar nossos bairros, precisamos mudar nossa cidade, a querida Águas de Lindóia.

Um comentário sobre “Encontro Ecumênico Ambiental “Pela Preservação da Natureza de Águas de Lindóia”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *